2 de jan de 2010

A Caminhada para a Vida




Com a chegada do novo Ano deixemo-nos iluminar pela sabedoria como o arco-íris que enlaça Brotas....




Caminhemos, como o gatinho do Monte das Gigantas, pelo novo Ano entre a frágil Papoila que nos dá o sabor da eternidade e a força da flor de Esteva, poderosa e perserverante....


ao encontro da Poesia e do Amor
a Vida!

como nos poemas de Amutâmide

A uma Escrava que lhe ocultou o sol

(versão de António Borges Coelho interpretada por Janita Salomé)


Ela  ergueu a figura  ocultando da minha pupila  o disco solar

            - oculta esteja aos olhos da volúvel fortuna! -


Ela bem sabe , juro, que é uma lua.

Quem  pode eclipsar o Sol senão a face da Lua?




Ó Minha Única Eleita

(versão de Adalberto Alves interpretada por Eduardo Ramos)


Ó minha única eleita

De entre toda a humanidade

Estrela! Lua a brilhar!

Haste erguida e escorreita

gazelita no olhar

da flor tu és o alento

és a brisa perfumada

minha dona, meu sustento,

e grilheta bem-amada.

Cego ficaria e surdo

Pr’a que fosse resgatada

Chama-me! Eu logo acudo

Diz; quando será curada

A ardência do coração

Com o fresco toque dos dentes

Que na tua boca estão?


Nenhum comentário: