15 de set de 2007

"Vemos, ouvimos e lemos" ou o sorriso da não-violência

Estas são imagens de postes anteriores gentilmente enviadas por amigos Alex Gandum - as três primeiras e António Nabo - a última.














Vemos, ouvimos e lemos
Não podemos ignorar
Vemos, ouvimos e lemos
Não podemos ignorar

Vemos, ouvimos e lemos
Relatórios da fome
O caminho da injustiça
A linguagem do terror

A bomba de Hiroshima
Vergonha de nós todos
Reduziu a cinzas
A carne das crianças

D'África e Vietname
Sobe a lamentação
Dos povos destruídos
Dos povos destroçados

Nada pode apagar
O concerto dos gritos
O nosso tempo é
Pecado organizado



Com este belo e ainda tão actual poema de Sophia - cantado por Francisco Fanhais e musicado por Rui Paz - onde poderiamos ler Palestina e Iraque e Darfur, com esta "Cantata da Paz" deixamos a sugestão para que amanhã domingo, 16, Dia por Darfur, cantemos com o Fanhais no Largo Camões ou noutro lugar qualquer do mundo, dando graças à beleza da Vida, saboreando o Sol, bebendo o Mar, caminhemos com um peça de roupa branca, não importa qual, com uma rosa na mão para oferecer - nem que seja em pensamento - a quem está ou gostaríamos que estivesse, mas está em pensamento...
Não há machado que corte
A raiz ao pensamento
Não há morte para o vento
Não há morte



Em nome da Vida!...

Nenhum comentário: