13 de dez de 2015

Acordar em Madrid!...

Acordar em Madrid!..

Nesse mesmo dia 8 de Dezembro, ao fim da manhã aterrava no aeroporto de Lisboa - como aliás acontecera no ano passado.
Portugal é, por várias razões, um dos países mais bonitos do mundo. Um país onde eu quero estar, onde quero trabalhar, onde quero dar o meu contributo para a construção de uma sociedade mais justa e mais fraterna. Mas conhecer, conviver, aprender, apreender torna-nos mais fraternos, mais tolerantes, ajuda-nos a trilhar o caminho, certamente inatingível, da sabedoria, ou como dizia Vladimir Ilitch Ulianov:
Aprender, aprender sempre!
Ao longo dos próximos dias gostaria de partilhar imagens desse enriquecedor e frutuoso fim de semana alargado, nomeadamente o (re)encontro com algumas obras-primas da Arte universal.

Começo pelo nascer da bela aurora, ainda em plena viagem:
mais fotos

o primeiro dia:

Depois de umas tapas saborosas e muito diversificadas no agradável Mercado de San Miguel, ali mesmo ao lado da Plaza Mayor e da dois passos de famoso e centenário Restaurante Sobrino del Botin deambulando ao acaso visitámos, no exterior, a Catedral de la Almudena e a Plaza de la America com o seu imponente Palácio Real e saboreámos o sol - estava uma tarde soalheira que parecia de Primavera - com o Teatro Real em fundo.




Não foi possível visitar o Teatro Real pois estava fechado, mas a Anita contou que o seu primo M. Malta da Costa - conceituado instrutor e campeão hípico de Montemor-o-Novo - que morreu recentemente  foi homenageado pela infanta Helena que teria sido sua apaixonada. Continuámos a caminhar e em breve estávamos na Plaza de España onde ficámos a saborear a tarde tão agradável - devia estar perto de 20º, só se via passar pessoas de manga curta e nós todos encasacados. Nunca é demais ficar a contemplar o magnifico monumento a Cervantes ... e as curiosas proximidades...







e o iconoclástico edifício madrileno...

Nenhum comentário: