14 de dez de 2011

Soneto

Afinal já passou bastante tempo desde o último poste, ao contrário do que previra.
Quero partilhar algo que me enviaram recentemente, pelo meu aniversário. A falta de saúde e a dúvida se devia publicar um soneto que me dedicaram, atrasou a sua publicação. Mas cheguei à conclusão que a autora, a minha querida Amiga Maria Vitória Afonso é mais que merecdora da sua divulgação... para ela um grande e sentido abraço... extensível a todos vós...



Aniversariante na Diáspora


Ao Eduardo


Da Funcheira viajou em criança
Quis apanhar o comboio do futuro
Procurou a cultura com esperança
Deixar o pátrio berço era pois duro.


Dessa terra amada cheia de pujança
Saudoso, então desse Alentejo puro
O honra e divulga com confiança.
Continue a servi-lo, bem lhe auguro


O seu labor não é nada restrito
Dá aulas em Beja, seu distrito
Da região evoca a memória.


A matriz cultural exorta com esmero
Seu sentimento é natural e vero
Do Alentejo assume sua história.




Maria Vitória Afonso

3 comentários:

Maria disse...

A amizade em forma de poesia, lindo presente. Hoje venho especialmente para desejar um Natal muito Feliz e que o novo ano seja repleto de alegria, saúde, paz e amor. “A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (autor desconhecido)
Beijinhos
Maria

Graça Pereira disse...

Fotos que me encantam...Alentejo da minha alma tão longe me vais ficando...
Um ano de 2012 em Grande com tudo o que desejares.
Bj
Graça

maria sousa disse...

Que tudo esteja bem e sigamos para o Alentejo, a poesia e o Cante.
Um abraço