22 de ago de 2010

Roque no palácio azul...




Surpreende-me e emociona-me este frágil menino de oiro que sabe falar a linguagem do silêncio,como se na sua alegria esfuziante e arrebatadora de menino, habitasse a serenidade reflectida nos seus longos olhos mediterrânicos amendoados ao som de tâmaras do deserto.



Neste dia, especial, partilhamos um lugar secreto. O Roque visitou-me no meu palácio de jasmim. Mirou extasiado o meu mundo azul feito de mil livros de tantas latitudes e de toda a ternura do mundo no voo sereno dos pássaros de porcelana...


Sem dizer uma palavra começou por saborear o puf de pele da Marraquexe. ... e, no exterior, sentiu-se poderoso reflectindo o seu olhar doce no céu imenso...  com a cidade a seus pés e… o mar no horizonte..


Falámos a linguagem dos pássaros, trocámos afectos com o olhar de viajantes do vento que percorrem os caminhos de pássaros do Sul...

...momentos antes da partida tirou um disco.... Rui Veloso, Concerto Acústico... para quando regressar ao meu palácio azul... laranja... oásis onde nasce a flor perfumada de laranjeira...








O meu menino é d'oiro


É d'oiro fino


Não façam caso que é pequenino


O meu menino é d'oiro


D'oiro fagueiro


Hei-de levá-lo no meu veleiro.






Venham aves do céu


Pousar de mansinho


Por sobre os ombros do meu menino


Do meu menino, do meu menino


Venha comigo venham


Que eu não vou só


Levo o menino no meu trenó.






Quantos sonhos ligeiros


p'ra teu sossego


Menino avaro não tenhas medo


Onde fores no teu sonho


Quero ir contigo


Menino de oiro sou teu amigo






Venham altas montanhas


Ventos do mar


Que o meu menino


Nasceu p'r'amar


Venha comigo venham


Que eu não vou só


Levo o menino no meu trenó.






O meu menino é d'oiro


É d'oiro é de oiro fino ....






Venham altas montanhas


Ventos do mar ....


Zeca Afonso
Letra e música
Canção de embalar, Fado de Coimbra




10 comentários:

Guida Rosa disse...

Chore sim, poeta menino
Mas venha de peito aberto
De alma limpa e coração liberto
Pra que eu possa sem mistério e sem culpa
Viver a dor que tua alma despeja
Sentir o sal que tuas letras oferecem
Ser um pouco de ti em cada frase que eu ler
Viver sua vida, em cada nascer da tua poesia...
abraços GUI.

cristal de uma mulher disse...

Muito me emocionou estas palavras que carregam amor vida e vida.

Ja te sigo..Beijos

Flor de Lys disse...

Que coisa mais linda...
Seu menino d'oiro me lembrou o pequeno príncipe...
Sonhei nesse embalo.

Álly

Maria Vitória disse...

Um menino lindo serve de pano de fundo à sensibilidade de um grande poeta.Sorte do menino ter tal avô.

Maria Campaniça

gabyshiffer disse...

Ele é um encanto, mto fofo
:)
Adorei seu blog já tô por aqui te seguindo
Bjos

Pensamento:
"Cada dia que amanhece assemelha-se a uma página em branco, na qual gravamos os nossos pensamentos, ações e atitudes. Na essência, cada dia é a preparação de nosso próprio amanhã."

Psicografia de Francisco C. Xavier.
Livro:- Indicações Do Caminho.

Cynthia Gonçalves disse...

Muito legal o seu blog, o garoto é lindo!
Quando tiver um tempinho vai me visitar:
hojesouassimepronto.blogspot.com

JunioOoOor disse...

A letra da canção é emocionante e arrebatadora... o menino d'ouro ajudou a criar a imagem da música na minha cabeça ;)

T.C. disse...

lindo... deixo um beijinho até ao próximo regresso ao sul***

perfume de laranjeira disse...

As vossas palavras emocionam-me... obrigado amigas (os)!
Respondendo à Teresa, só posso dizer que sou um pássaro do Sul... e à Maria Campaniça... obrigado amiga pelas suas palavras demasiado, demasiado excessivas mesmo: eu sou apenas um Amante da Beleza, do Amor, da Vida; a Poesia é o ar que respiro! A Poesia é a minha "religião". Apenas isso, mas... ao procurar a Beleza sou radical!Só assim se é livre!
A Verdade existe? Existe na serenidade, na plenitude!

Guaraciaba Perides disse...

As fotos do lindo menino pontuam maravilhosamente a poesia do grande compositor Zeca Afonso, cuja música também é linda.Parabéns!