15 de mar de 2008

8 de Março : O Poder do Amor

Depois de um Fevereiro sombrio regressamos já um meados de Março, mês que anuncia a Primavera e a Poesia nos campos e nas tertúlias, mês sombrio este passado se bem que os campos se tivessem começado já a florir... até de papoilas,todavia mês sombrio. E, enquanto nos campos se anunciava já o regresso das andorinhas e o sabor das cores da Primavera antecipada, assistimos a diversas realizações citadinas, com temas tão diversos como os "100 anos do Regícidio", ou de como um Alentejano matou outro no Terreiro do Paço, digoeu, e estou-me a referir a Alfredo Costa, natural de uma aldeia, que agora não me ocorre o nome, no Concelho de Castro Verde - a quem o Amigo Paulo Barriga dedicou um livro e, claro a Carlos de Bragança, como o meu Amigo Manel (Casa Branca) gosta de designar o rei D. Carlos, por sinal um excelente pintor, talvez o maior dum determinado período do seu tempo e isto não sou eu que o digo ou até o próprio Manel, é o decáno dos Historiadores de Arte, o Prof. José Augusto França - a quem eu tive o prazer de assistir ainda a aulas/conferências na FCSH da Nova. Teve o azar de ser rei... isto, claro não deixando de ter presente todo o processo histórico importantíssimo daqueles primeiros e conturbados anos do início do séc. passado, os pensadores, as lutas civícas, mentais e... sociais - já lá vão alguns anos, uns 14 ou 15, fiz até um trabalho no final da licenciatura sobre o movimento operário nos 2 primeiros anos da República: as greves dos conserveiros em Setúbal, em inícios de 1911 e a das assalariados rurais Alentejanos em Évora, nesse ano, com repercussões até ao seguinte - nessa bela cidade onde chegaram a estar 50 mil grevistas com a cidade cercada pela tropa... cidade onde em 1996, salvo erro, apresentei uma comunicação no Congresso do Alentejo sobre este assunto... como tanta coisa mudou... no mundo e no meu mundo desde pouco mais de escassos 10 anos...



E... chegámos ao dia 8 de Março, nesse dia em que se manifestaram 100 mil pessoas em defesa da DIGNIDADE dos professores deste país. Por razões familiares não estive lá, mais estive de alma e coração com a classe docente, que desde o básico ao superior tem excelentes, EXCELENTES e DEDICADOS profissionais, e sei do que estou a falar pois alguns dos meus amigos mais próximos são professores - o meu maior amigo de infância , o Mário João é director duma escola, a EB 123 de Penafiel, o Naia, o Ramos, para só citar mais dois casos, vivi quase 20 anos com uma prof. a Isabel e... afinal eu também como docente já passei por quase todos os graus de ensino - desde o Educação de Adultos-Alfabetização, o Ciclo Preparatório, o Secundário, o Superior, tudo somado faz quase 10 anos lectivos.. embora de momento não esteja a exercer tenho um grande respeito pelos professores deste país e, claro, estou solidário com a sua justa luta!


Mas, o dia 8 de Março é também o Dia da Mulher - que há um ano foi passado, como então dei conta neste blog, eu e a minha Amiga Natália, o dia inteiro na companhia do Mestre e Amigo Cláudio Torres na suave Vila de Mértola.

E deixem-me ser agora "politicamente incorrecto" como aliás sou por natureza e opção...

Deixo-vos um muito belo poema de um dos maiores poetas nascido na Pátria Alentejana e o maior nascido em Beja: Al Mouhatamid Ibn Abbad. Intitula-se Poder... ou não será no Amor que reside o maior de todos os poderes?

Por ocasião do Dia da Mulher - que passou recentemente - uma breve mas poderosa Homenagem que dedico à Mulher que Amo apaixonadamente!


meu olfacto é teu odor delicioso

e o teu rosto o senhor dos olhos meus,

por seres minha, mesmo depois do adeus,

é que todos me chamam poderoso.

Nenhum comentário: